Bem-vindo ao IBGE Teen, a página do IBGE voltada para o público jovem! Aqui você encontra informações estatísticas e geográficas sobre o país e a população, numa linguagem simples e direta.

Do montante reservado para a alimentação, cerca de 75,95% são gastos com alimentação no domicílio, enquanto 24,05% fora do domicílio. Na área urbana o número de refeições feitas fora de casa é maior que na área rural.

Na relação abaixo, veja os itens que mais pesavam nas despesas com alimentação no domicílio, em 2002:




O que mudou?
Quando comparamos a POF 2002-2003 com as pesquisas anteriores, verificamos que...
  • se por um lado a população diminuiu as despesas com gêneros tradicionais como arroz, feijão, pão, batata e açúcar, por outro passou a gastar mais com iogurte, refrigerante sabor guaraná, água mineral e alimentos preparados.
  • aumentou a participação dos itens "panificados" e "bebidas e infusões" no total das despesas com alimentação. Em contrapartida, diminuiu a participação de "carnes, vísceras e pescados", "leites e derivados", "açúcares e derivados" e "frutas".

© 2017 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística